Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas Carinho
 Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas de Carinho, Cartão Poesia
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
Textos


0gifsanimadosmariposas.gif

Celestiais são os momentos que nos amamos tanto.
Amadas são as noites frescas que sob a lua dançamos.
Em êxtase nos saboreamos nas estrelas, corpos febris.
Nas manhãs enternecidas, vivas, acordamos felizes
Embriagados e sorrindo, envolvidos na loucura
Que alucina sentidos num prazer sem igual.
Faz brotar no coração um hino de paz.
Aperta-me com os braços fatais,
Extraia-me veneno mortal
Da boca louca.
Beija-me ardente,
Beba-me bem
Quente.
A
M
O
*
V
O
C
Ê
Aperta-me o corpo tenso, meu colibri,
deleite-se em minhas pétalas rubras de desejos.

Glória Cunha Matutina


3134894704_1_6_EYKtjSND.gif
 
Raio de Lua
Enviado por Raio de Lua em 12/06/2014
Alterado em 01/08/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

ESTE SITE É MELHOR
VIZUALIZADO NO
GOOGLE CHROME