Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas Carinho
 Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas de Carinho, Cartão Poesia
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
Textos

 
20081211_directiva-tempo-traballo

O TEMPO...

O tempo é carrasco da mentira; quando o Sol se põe 
mais perto da luz da manhã ficamos.

A lucidez, erário de poucos sucumbe-se às fantasia das noites lúgubres. Somente as estrelas sobreviventes
guardam os segredos da memória.

Desvairada, as notívagas sensações cobrem-se com o véu da ignorância. Pobres homens, pobres bestas.
Sem eira nem beira se mutilam.

Quiçá um dia, a verdade os libertará...

Glória Cunha



mulher%252520triste_thumb%25255B5%25255D
 
Raio de Lua
Enviado por Raio de Lua em 24/01/2011
Alterado em 02/01/2015
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

ESTE SITE É MELHOR
VIZUALIZADO NO
GOOGLE CHROME