Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas Carinho
 Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas de Carinho, Cartão Poesia
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
Textos





                                  TIA NASTÁCIA E NARIZINHO

Tia Nastácia, quero bolo de fubá agora, disse Narizinho.
_ Agora não posso, disse Tia Nastácia.

Mas, por que não pode me fazer um bolo de fubá AGORA, replicou Narizinho.
_ Estou ensinando o Saci a escrever, respondeu Tia Nastácia.

Mas, você sabe escrever, Tia Nastácia?
_ Sim, aprendi no MOBRAL, respondeu Tia Nastácia muito orgulhosa.

Mas, como isso pode ter acontecido? Quem vai fazer meu bolo de fubá agora, perguntou Narizinho espantada.
_ Você terá que fazer o seu próprio bolo de fubá, pois estou muito ocupada, disse Tia Nastácia muito entusiasmada.

Mas eu não sei fazer bolo de fubá, insistiu Narizinho.
_ Terá que aprender, Narizinho, pois de agora em diante estarei engajada num projeto de alfabetização do Saci e de seus amigos, explicou Tia Nastácia.

Hum... Mas isso não é justo, eu sempre fui muito mimada por todos nessa Casa Grande, Tia Nastácia.
_ Mas agora, as coisas mudaram minha querida, o Brasil mudou e você também terá que mudar. De hoje em diante, você terá que aprender a fazer muitas coisas que nunca precisou fazer, pois eu agora tenho outros projetos. Um beijo e boa sorte, despediu Tia Anastácia...

Narizinho ficou estupefacta e resolveu aprender a fazer bolo de fubá.




                             
Raio de Lua
Enviado por Raio de Lua em 22/11/2010
Alterado em 22/11/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

ESTE SITE É MELHOR
VIZUALIZADO NO
GOOGLE CHROME