Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas Carinho
 Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas de Carinho, Cartão Poesia
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
Textos



COITADO!

          D. Cininha sofria de insônia e passava as noites debruçada na janela de seu quarto, vendo o movimento quase parado daquela
cidadezinha do interior de Minas.

          Só se deitava após a passagem de um misterioso cavalheiro, quase pontualmente às quatro da manhã, vindo dos poucos bares que ainda estavam abertos. Ela sempre o esperava para vê-lo acenar e receber uma rosa vermelha que ele lhe jogava, colhida em seu próprio jardim.

          E todos os dias ela suspirava e balbuciava consigo mesma:
          _ Ele é poeta! Coitado...

Raio de Lua
Enviado por Raio de Lua em 16/02/2009
Alterado em 02/07/2010
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

ESTE SITE É MELHOR
VIZUALIZADO NO
GOOGLE CHROME