Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas Carinho
 Versos de Amor, Poesias Românticas, Poemas de Carinho, Cartão Poesia
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
Textos

 


BARULHO

Barulho, barulho, barulho,
barulho, barulho. (bis)

A moto sobe o morro de primeira,
o fusca arrasta o motor na ladeira.

Cachorro late, late a noite inteira,
buzina toca alto na trincheira.

Eu não agüento mais!
Eu não agüento mais!

Barulho, barulho, barulho,
barulho, barulho (bis)

Pagode e batuque no domingo,
o Créu não dá sossego um segundo.
A obra do vizinho tá um horror,
o salto da vizinha no teto.

Eu não agüento mais!
Eu não agüento mais!

Barulho, barulho, barulho,
barulho, barulho. (bis)

Glória Cunha

23/08/2008

 

Raio de Lua
Enviado por Raio de Lua em 23/08/2008
Alterado em 24/04/2013
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

ESTE SITE É MELHOR
VIZUALIZADO NO
GOOGLE CHROME